Non si sevizia un paperino [1972]

minimalist_movie_poster_nonsiseviziaunpaperino

Chegou já algumas semanas atrás mais um DVD de Fulci a minha caixa de correio, desta vez uma edição da Shameless Films uma versão fraquinha que só tem de interrese um pequeno livro com algumas curiosidades do filme em questão, uma delas levou me a saber que Fulci por várias vezes nomeou este como o seu filme favorito de todos os tempos.

Quando comecei a pesquisar mais sobre o terror italiano Fulci foi um nome que acabou sempre por aparecer em todo o lado, e  Non si sevizia un paperino era um dos filmes mais recomendados dele, quis o destino que eu começa-se pelo The Beyond e passa-se por outros até chegar a esta obra prima.

A espera foi longa mais para variar não desiludiu, um “giallo” que não tenta ser convencional muito pelo contrário, acaba por criar novas regras para o mesmo.

Non si sevizia un paperino conta-nos a história de um pacata aldeia do sul de Itália que é abalada pela morte de uma criança, um choque para os seus habitantes que infelizmente não acaba por aqui, várias crianças acabam por aparecer mortas e a policia não consegue decifrar quem é o assassino.

Fulci ao levar-nos para uma aldeia do sul de Itália já está a mostrar que não está interessado em nos oferecer um giallo tradicional, depois escolhe crianças como vitimas em vez de mulheres bonitas e esbeltas que estão em qualquer situação semi nuas, algo que neste filme é compensado pela belíssima Barbara Bouchet, para finalizar não se cinge aos assassinatos e a descoberta do assassino, acaba por conseguir criar mais que isso no seu filme, mostra-nos o lado da justiça popular, mostra a ineficácia das autoridades e por fim ataca a igreja católica sem qualquer restrição, se isso não basta-se ainda temos os efeitos “gore” tão característicos dos filmes de Fulci.

Non si sevizia un paperino é tudo menos convencional, acaba por chocar o espectador e para chegar ao seu estatuto de culto óbvio que foi banido em vários países durante algum tempo.

Se forem fãs de La casa dalle finestre che ridono este é um filme para esse tipo de fãs.

P.s. – Nem em jeito de curiosidade a Exploitation Retrospect – http://eronline.blogspot.co.uk/ – escreveu um artigo sobre a carreira de Fulci

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s