Black Friday & Xmas

WP_20151209_20_26_48_Pro.jpg

Nasties & Others

Aqui estão as últimas chegadas aqui a casa. Devido ao livro Shock! Horror! Descobri um pouco mais sobre os video nasties.

Zombie Flesh Eaters 2 foi sendo adiado até finalmente chegar este mês, só deixou novamente a ideia que a 88 Movies é uma distribuidora amadora.

Se tiver tempo e alguma paciência falarei de alguns dos títulos ali apresentados.

 

Delírios de um Anormal [1978]

Delírios-de-um-Anormal-1978-3

Corria o ano de 1994 Wes Craven decidia ressuscitar o seu vilão mais ícone de sempre,Freddy Krueger e como o faz? Transporta-o para a realidade e assim cria o filme New Nightmare.. E corta pois estamos aqui para falar de Delírios de um Anormal.

A ideia de Delírios de um anormal é exactamente a mesma do “New Nightmare”. O Dr. Hammilton começa a ser perseguido pelo Zé do Caixão nos seus sonhos, e acreditar que ele quer raptar a sua noiva para fazer dela a sua mulher para a criação do filho perfeito.

Novamente como já em outros filmes que passaram por aqui Marins mostra-se um argumentista brilhante, com ideias que podiam resultar melhor se na altura tivesse tido um orçamento mais modesto, assim com falta de melhor Marins simplesmente debita imagens de todos os seus filmes anteriores até a exaustão, ao ponto de chegarmos a uma fase que estamos a passar a frente os minutos de filme só para chegarmos as partes que existe algo novo.

Surrealismo, peitos de fora e Zé do Caixão é a imagem de marca de Delírios de um anormal, se já tiveram oportunidade de ver os filmes falados anteriormente no blogue não vale a pena perderem muito tempo com este, vejam só por curiosidade ou por masoquismo.

Nota: 5/10

[Especial Wes Craven] New Nightmare [1994]

MV5BMTcwODQyNzI0M15BMl5BanBnXkFtZTcwNzk1OTIyMQ@@._V1_SY317_CR10,0,214,317_

História: Uma força demoníaca escolheu Freddy Krueger para entrar no mundo real. Heather tem de desempenhar o papel de Nancy pela última vez e prender de uma vez por todas Freddy no inferno.

Review: A saga Nightmare on Elm Street pode confundir-se facilmente com a minha entrada no mundo do terror, nunca me vou esquecer da primeira vez que vi o Freddy Krueger na televisão, ainda numa antiga VHS e logo a começar pelo IV onde o sangue e a tripas andam de mãos dadas e deixavam-me marcas durante algumas semanas onde o sono teimava em não aparecer, ou quando aparecia os sonhos com o próprio Freddy aconteciam, pensado por vezes que estava dentro do próprio filme.

Wes Craven em 94 decide ressuscitar mais uma vez esse ícone do cinema de terror, aqui realiza, escreve e ainda faz uma “perninha” como actor.

A ideia do filme em si até se pode dizer que é original, tentar transportar Freddy para o mundo real, e meter mais uma vez Nancy a lutar contra o seu arqui-inimigo são razões mais que suficientes para ver este filme.

Mas Wes perde-se a fazer o mesmo, talvez com um orçamento maior perde mais tempo em efeitos especiais e explosões que em fazer um filme convincente. Falta aqui um Krueger a forma antiga, aquele que mata e vai fazendo comédia ao mesmo tempo, aquele Krueger que nos assustava e não nos deixava dormir.

Logo o filme acaba por não funcionar da forma que eu esperava, as mortes são poucas. Passamos mais tempo a levar com um filme melodramático que de terror.

Nota: 6/10

———————————————————-

E conforme anuncie anteriormente termino aqui a minha saga pelos filmes do Wes Craven, realizador que teve sorte em ter feito dois filmes que me marcaram para sempre. Nightmare on Elm Street 1 e o Scream [o meu slasher adolescente favorito], porque os restantes filmes que tive oportunidade de ver não chegaram para me convencer.

Para os mais curiosos deixo aqui o meu Top 5 :

  1. Nightmare on Elm Street 1
  2. Scream 1
  3. Deadly Friend
  4. The Hills Have Eyes 1
  5. The Last House on the Left

[Especial Wes Craven] Swamp Thing [1982]

swamp_thing

História: Depois de um incidente violento com um produto químico especial, um cientista se transforma em um monstro planta pântano

Review: Quando era miúdo e alugava VHS de anime como Ninja Scroll e Street Fighter antes havia sempre uns trailers e lá aparecia um monstro do lago com uns tentáculos e etc, hoje toda a gente deve conhecer esse monstro por razões menos próprias mas longe de mim de imaginar que existia um filme realizado pelo Wes Craven que é baseado num livro da DC que também fala de um monstro num lago pantanoso. Aquela introdução foi mesmo só para encher texto, agora vamos ao que interessa.

Swamp Thing parece um episódio do Scooby Doo com 1h30 e meia de duração, em que a nossa protagonista principal Alice Cable [ Adrienne Barbeau que é sempre bem vinda a diversos filmes, por razões que toda a gente conhece], passa o tempo a correr e a fugir de um exercito que quer roubar a formula secreta ao Dr. Alec Holland. Passado uma hora de filme em que temos corrida, corrida e mais corrida o filme chega a única parte que deve interessar a quem quer ver este filme, quando acontece uma festa para anunciar que foi possível alcançar a formula e agora será utilizada.

O filme acaba como começou, de uma forma completamente ridícula, com uma luta final entre dois monstros do lago que são simplesmente ridículos. Mais um tiro ao lado do Sr. Craven

Admito que não conheço a banda desenhada em questão, logo não sei se o tributo foi bem ou mal feito. Se alguém tiver conhecimento de causa que se chegue a frente.

Nota: 5/10

Próximo filme: New Nightmare [Último filme de este especial óbvio que tinha que acabar com um Nightmare]

[Especial Wes Craven] Deadly Friend [1986]

Deadly_friend_movie_poster

História: Paul é um jovem sobre dotado que se muda para uma nova na cidade com um robô chamado “BB”. Ele torna se amigo de Samantha e os três têm um monte de bons momentos juntos. Isto é, até que o pai abusivo de Samantha atira-a escadas abaixo e ele acaba por morrer. Num último esforço para salvar sua vida Paul implanta o cérebro de BB no cérebro humano Samantha.

Review: Baseado num livro escrito por Diana Henstell, Deadly Friend com uma história que tem tudo para ser ridícula acaba por resultar.

Os primeiros 30 minutos do filme são um pequeno drama familiar/juvenil para toda a família, após a morte de Samantha o filme começa finalmente a ganhar os seus contornos de terror.

Um filme de terror típico dos anos 80’s com todos os seus clichés incluídos, destaque sem dúvida para a morte de Elvira Parker[representada por Anne Ramsey].

E finalmente Wes consegue não estragar o final do filme, como fez até agora em todos os seus filmes anteriores.

Nota: 7/10

Próximo filme: Swamp Thing

[Especial Wes Craven] – Deadly Blessing [1981]

Deadly-Blessing-1981-Hollywood-Movie-Watch-Online

História: Este filme passa-se numa aldeia Amish, onde o marido de uma mulher é misteriosamente assassinado por seu próprio tractor!

Review: Realizado por Wes e com argumento divido entre Glenn M. Benest, Matthew Barr e o próprio Craven. Deadly Blessing acaba por se tornar uma agradável surpresa.

Depois do marido de Martha morrer atropelado pelo seu próprio tractor, duas amigas de Martha vem passar uma semana com ela, mas os acidentes e as mortes estranhas continuam acontecer. Martha é vista como uma mulher pecadora, pois o seu marido deixou a cultura Amish para se casar com ela, e como principal suspeita de tais acontecimentos.

Mais um filme que não tem nada de terror, mas é mais um thriller bem construído. Onde até ao final somos sempre surpreendidos com o desenrolar da história. Fica aqui finalmente um boa proposta, depois de os filmes anteriores deixarem um pouco a desejar.

Nota: 6.5/10

Próximo Filme: Deadly Friend

[Especial Wes Craven] Shocker [1989]

220px-Shockerposter

História: Depois de ser condenado a cadeira eléctrica, um serial killer usa electricidade para voltar dos mortos e levar a cabo a sua vingança sobre o jogador de futebol americano que o entregou à polícia.

Review: Nightmare on Elm Street meets Chucky podia ser este o titulo alternativo do filme.Jonathan Parker[Peter Berg] é um jogador de futebeol americano que consegue sonhar com o assassino e assim entrega-lo a policia, já Horace Pinker[Mitch Pileggi] é um serial killer que estuda magia negra e após ser condenado a cadeira eléctrica consegue fazer um ritual que o mantém vivo, saltando de corpo para corpo.

Wes Craven realiza e escreve este filme infelizmente para ele, pois o que começa por ser um filme interessante mesmo com a prestação irritante de Peter Berg e acaba por terminar num filme cheio de falhas e com clichés atrás de clichés dos seus filmes anteriores.

Tirando as mortes que até tem o seu momento de originalidade o filme é um longo bocejo.

Nota: 5/10

Próximo filme: Deadly Blessing