[VN#6] Blood Feast (1963)

1

Vamos então ao número 6! Blood Feast chegou-me as mãos pela distribuidora Something Weird Video  mais um negócio da china feito pelo ebay. Todo contente por ter visto no bluray.com que é o filme estava desbloqueado em região B meto o filme na minha playstation 3 e fico arder pois o filme não funciona na mesma. E aqui então entra a magia da Internet e encontro exatamente a minha versão para download. Puff solução encontrada e filme visto.

Blood Feast era o filme mais antigo na mítica lista dos nasties britânicos, mais precisamente 1963! Ainda hoje não consigo encontrar nenhuma informação do seu lançamento por alguma editora britânica, mas facilmente podemos encontra-lo no youtube, é o chamado sinais dos tempos.

Herschell Gordon Lewis é o responsável por este filme, e existem muitas pessoas que o consideram o pai dos filmes gore, ele foi talvez o primeiro a ter a coragem de usa sangue aos litros, e penso que se pode aplicar esse rótulo sem qualquer margem para dúvida pois todas as cenas em que existem mortes, Lewis não hesitou a usar litros de liquido vermelho.

4

A história do filme é bem interessante, um psicopata aterroriza uma pequena cidade matando mulheres indefesas de forma bem violenta e retira-lhes sempre uma parte do corpo, a ideia dele? Praticar um ritual para ressuscitar a deusa Isthar.

O filme não tenta manter qualquer suspense pois da-nos a conhecer o assassino logo nos primeiros minutos, assim sendo ficamos só com um longa onde as mortes e a violência são o prato principal. Vamos acompanhado a investigação policial e raparigas em biquíni que acredito que fizeram furor nos drive ins da altura.

Blood.Feast.1963.1080p.BluRay.x264.YIFY.mp4_snapshot_00.15.07_[2016.03.24_16.36.09]

O filme teve direito a uma sequela em 2002 esse sei que foi lançado pela Arrow. Violento e um pouco misógino, Lewis acaba por levar o filme a bom porto, e foi inteligente em não arrastar o mesmo.

Blood.Feast.1963.1080p.BluRay.x264.YIFY.mp4_snapshot_00.53.20_[2016.03.24_17.32.16]

A banda portuguesa Dementia 13 lançou em 2013 um EP baseado em filmes de terror de culto, entre eles contava uma música baseada neste filme [Feasting on Your Blood ]

Próximo VN: The Burning

Anúncios

[VN #5] Don’t Go in the House (1979)

Don't_Go_in_the_House_FilmPoster

Amiguinhos e amiguinhas chegou a hora de mais um nastie! Desta vez trago-vos um filme de 79. A versão que eu tenho é um DVD da Arrow mas a preguiça de tirar foto venceu-me mas também é melhor para nós todos pois este poster é bem melhor que a edição da Arrow Drome.

Ora então este filme chegou a Inglaterra em 80, já tinha sofrido cortes de 3 minutos, mas por obra do acaso em 82 a editora Arcade Label consegui-o lançar o filme em VHS sem qualquer corte, o que obviamente levou a ser adicionado em três tempos a lista dos video nasties. Em 87 voltou a ser novamente lançado com os 3 minutos de corte, só ficou finalmente disponível em todo o seu esplendor em 2011. Em jeito de curiosidade consegui arranjar este filme na ebay por £2! E pensar que em tempos houve pessoas que chegaram a ser presas por vender/alugar estes filmes..

blog1

Mas vamos ao que interessa, o filme foi realizado por Joseph Ellison, que também escreveu o argumento juntamente com Ellen Hammill e Joe Masefield. Sim foram precisos 3 argumentistas para chegar a esta obra prima.

O filme tem um argumento que ao inicio recorre aos clichés básicos, Donny foi abusado enquanto criança pela sua mãe, fisicamente e psicologicamente tornado-se simplesmente uma pessoa anti social, e com graves problemas mentais. Quando a mãe do mesmo morre ele finalmente conhece o sentimento de liberdade, então o que é que Donny decide fazer? Sair a noite? Ir para um bar e apanhar um “cadela”? Não ele decide construir uma espécie de sala de tortura onde vai levar as suas vitimas para as queimar vivas e limpa-las dos seus pecados.

blog3

Admito que com uma história assim toda a gente fique com um pé atrás, mas o filme parece ter algumas mensagens escondidas, como o abuso a crianças, a critica igreja católica ou mesmo o constante julgamento ao ser humano “diferente”.

Fico curioso como seria o casting para estes filme, mais precisamente para a nossa primeira vitima “Então diga-me lá.. você gostava de morrer queimada viva?”, a primeira morte do filme é minimamente chocante e violenta mesmos para os parâmetros de hoje e acredito que essa seja a principal razão para o filme ter sido banido.

A banda sonora do filme também merece destaque pois está totalmente deslocada do resto do filme.

Recomendo pelo menos a visualização de este filme uma vez, admito que a ideia de o rever não me passa pela cabeça, mas também não será certamente o pior nastie que por aqui passará.

Next VN: Blood Feast