Post Útil

Antes de mais não tenho qualquer filiação a estes blogs, não tenciono que os mesmos me coloquem nos favoritos deles pois como já referir diversas vezes isto é mais um blog pessoal e quando o começei foi para motivação pessoal para ver mais filmes. Mas acho justo falar sobre eles pois diariamente os visito e tenho descoberto filmes bons e acho que merecem esta retribuição.

http://www.thescifiworld.com/PT/ – Revista digital,blog de reviews e noticias aqui encontra-se de tudo um pouco desde a ficção cientifica, ao fantástico e aos filmes de terror.

http://belalugosiisdead.com/ – Dentro do mesmo estilo do anterior, mas com o beneficio de fazer criticas também a livros. Como eles se descrevem “Um olhar sobre o horror e o fantástico”.

http://cinemaxunga.net/blog/ – Um dos meus favoritos, cada critica é uma pérola, uma forma diferente de fazer reviews a filmes. Uma maneira curta, directa e xunga.

http://cinemasiatico.wordpress.com/ – Primeiro blog que descobri sobre filmes asiáticos, não tem tido actualizações constantes, alias as mesmas tem sido muito poucas, mas foi uma delicia passear pelo arquivo. Imensos filmes passaram para a minha lista do “must see” graças a este blog.

http://badbehavior.wordpress.com/ – Quando cheguei a este, tinha uma pergunta interessante “querem ver cinema de terror em português?”. Aguardo com expectativa desenvolvimentos do projecto que eles estão a desenvolver, mas até lá vão dissecando várias vertentes relacionadas com os filmes de terror e não só.

http://por-um-punhado-de-euros.blogspot.com/ – Não sou fã acérrimo de western-spaghetti, até tenho algum desconhecimento sobre os mesmos, tirando claro os filmes do Sergio Leone, mas com este blog é impossível não ficar curioso em ver mais.

http://brain-mixer.blogspot.com/ – Mais um que as actualizações agora são poucas, mas passear pelo arquivo e pelas ideias como “Filmes portugueses nunca realizados” são mais que muitas razões para visitar diariamente.

http://demmentia13.blogspot.pt/ – Primeiro blog brasileiro que coloco aqui, até bem a pouco tempo não tinha grande conhecimento sobre o cinema de “exploitation”, ou filmes de série B que temos tendência a nunca ver. Roland com o seu blog simplesmente me adoçou a curiosidade.

http://davidlfurtado.wordpress.com/ – Artigos dignos de prémios literários e como o cabeçalho indica “Cinema, música, literatura. Dedicado, quase sempre, aos bastidores da 7ª arte.”

http://notfilmcritic.blogspot.pt/ – Mais um blog ligado ao cinema asiático. Virado mais para o cinema de terror e não só, vale a pena uma visita.

http://myonethousandmovies.blogspot.pt/ – Como o nome indica.. filmes filmes e mais filmes. Um site onde é possível ler criticas a imensos filmes e ainda efectuar o download de algumas pérolas que nunca pensamos encontrar.

Os próximos blogs estão mais relacionados com download de filmes e etc, não apoio a pirataria de forma nenhuma, mas seria hipócrita se não disse-se que já me foram muito úteis em relação a certos filmes que sempre quis ver e não havia forma de encontrar em lado nenhum.

http://aprivadacult.blogspot.pt/ – Filmes de culto que por vezes passam ao lado de muitos cinéfilos

http://366filmesdeaz.blogspot.pt/ – 366 dias, um filme por dia. Sempre com uma pequena critica a acompanhar os mesmos.

http://scarytorrent.blogspot.pt/ – Blog totalmente dedicado aos filmes de terror, desde os mais recentes aos mais antigos.

http://facadanofigado.blogspot.pt/ – Quase um gémeo do primeiro blog, mas com criticas elaboradas que me deixa sempre com uma curiosidade imensa em ver certos e determinados filmes.

 

Der Todesking [1990]

Por vezes vejo filmes que não falo no blog, não por serem demasiado comerciais, ou demasiado conhecidos.. simplesmente porque não existem palavras para os descrever.

Der Todesking encaixa perfeitamente nesse tipo de filme. Realizado por Jörg Buttgereit que tem no seu currículo um dos filmes que mais curiosidade devido aos imensos comentários que tenho visto sobre o mesmo  [Nekromantik]. Este filme conta-nos 7 histórias diferentes em 7 dias da semana em que lidamos com a morte, o suicido, a dor, a depressão. Admito que depois de tudo o que tinha lido pensava que o filme ia ser um pouco mais depressivo, mas destaco para uma das partes que mais me chocou durante a sua visualização. Os “intervalos” de cada episódio vamos vendo um corpo a entrar em decomposição.. e ai sim, verdadeiro terror/horror.

Funny fact – Em um dos episódios o dialogo é o mesmo que os Manes[banda de metal norueguesa] usaram numa música do meu álbum favorito deles “Vilosophe“, reconheci logo ao fim da primeira frase..

Nota – 6/10

Excision [2012]

 

Ainda há dias discutia com uma amiga a importância dos trailers para os filmes, e como tinha deixado de os ver pois normalmente todos os filmes parecem bons, e quando os vamos ver temos grandes desilusões..

Excision aplica-se exactamente a esse tipo de filmes, como estava no Motelx 2012 e fazia parte do meu lote de filmes para ver mas infelizmente não pude, decidi ver o trailer do filme na altura da para ajudar na minha escolha do pack de cinco filmes que tencionava ver e reparei que abundavam cenas de violência misturadas com alguma carga sexual.

Era filme para prometer, infelizmente o trailer mostrou as melhores partes o que deixa-nos com um filme sem qualquer interesse.  A história do filme é algo como uma rapariga que vive numa família disfuncional, e com uma mãe ultra controladora.  Para fugir de essa rotina Pauline(AnnaLynne McCord) sonha em um dia ser uma cirurgiã, no meio de isto tudo vai tendo sonhos violentos e como já referi anteriormente com alguma carga sexual.

Infelizmente o filme demora demasiado tempo a desenvolver, tem partes que não acrescentam nada ao filme, nem se percebe bem porque lá estão a não ser para fazer alguns minutos extra, salva-se o final que mesmo que não seja surpreendente dá-nos um pouco de “terror” que tanto esperava quando comecei a ver o filme.
Mais tarde a pesquisar sobre o mesmo descobri que o realizador Richard Bates Jr. tinha feito uma curta com o mesmo nome, e a mesma história, como acontece muitas vezes a curta transforma-se em filme, infelizmente nem sempre a longa metragem consegue ter história suficiente para cativar o público, tinha sido boa ideia ter-se ficado pela curta, pois mesmo sem a ter visto acredito que tivesse mais interesse..

Nota: 5.5/10

Tripla Dose Parte Dois

Blood of Heroes [1989]

E se o Mad Max anda-se a jogar um jogo que tem toques de futebol americano mas com violência a mistura? Dava para fazer um filme sobre isso.Parece essa a ideia que Blood of Heroes teve, juntar um cenário pós-apocalíptico com desporto.
Realizado por David Webb Peoples e como personagem principal Rutger Hauer o filme aborda uma equipa que joga o “The Game” (pois ele não dão um nome especifico aquele desporto) que vagueia de cidade em cidade para desafiar outras equipas e ganhar nada, porque basicamente depois de acabar o jogo há sempre uma festa e não vejo grande recompensa para a equipa vencedora.

Com uma história assim o filme parece péssimo, o que não é o caso. Faz aquilo que a maior parte dos filmes de desporto faz.  Entretém durante  1h30 que passa a voar e não nos apercebemos.

Aqui não há aprofundamento de personagens, não existe o drama sobre os intervenientes que tiveram uma vida muito difícil e assim.
Simplesmente jogam o jogo e continuam até a próxima cidade e até atingirem o final do filme como uma conclusão óbvia.

Nota 6.1/10

http://www.imdb.com/title/tt0094764/

P.S. – Descobri que existem pessoas a praticar este jogo na Alemanha, claro que não é com correntes e não há sangue e violência sem fim.. mas não deixa de ser o facto curioso.

The Zookeeper [2001]

Quantas vezes já disse para mim mesmo: “Não levantes demasiado as expectativas, os filmes podem ser bons mas não são perfeitos..”. Muitas vezes já o disse mas não quer dizer que aprenda a lição muito longe nisso.

The Zookeeper é realizado por Ralph Ziman e tem como protagonista principal Sam Neill que segundo li fazia aqui um papel de um carreira(coitado até no Jurrasic Park consegui-o ser mais convincente).

Este filme conta-nos a história num pais que se situa na Europa do Leste é interessante ver a forma como o realizador não identifica o mesmo mas dá todos os indícios de qual era.

Começa a guerra nesse pais e toda a gente começa a fugir para se salvar devido a limpeza étnica que está em marcha, Sam Neill oferece-se para ficar a cuidar do Jardim zoológico até a ajuda humanitária chegar.

Após uns primeiros 30m de interesse chegamos aquela fase em que o filme tinha vários caminhos que podia percorrer, mas infelizmente para o mesmo tentou falar de tudo mas acabou por não falar quase de nada. Desde a limpeza étnica, a violação das mulheres na guerra, as crianças traumatizadas pela guerra, todos este assuntos foram falados mas não de uma forma “forte e convincente”. O que acaba por deixar uma sensação de incompleto, parece que o realizador teve um pouco medo de ir mais além.

Nota – 6/10

http://www.imdb.com/title/tt0231001/

Lake Mungo [2008]

Existem filmes que por vezes nem me dá vontade de falar.. este é um deles. Filmado em estilo documentário Lake Mungo conta-nos a história de uma família que perde a filha num rio após um piquenique. A partir daqui vamos seguindo a família e a sua luta por ultrapassar este drama familiar, que envolve “pseudo-fantasmas”, um passado tenebroso da filha e descobertas “chocantes”.

Não consegui-o achar piada a filmes de “found footage” como já referi, mas filmes em “mock-documentário” ainda pior. Isto não
é um filme de terror como cheguei a ler por ai, muito longe nisso, considerava mais um thriller mas com fantasmas.

Não vejam este filme se tiverem com sono pois eu fiz um esforço para não adormecer,mas se não tiverem sono e
se gostam de histórias de fantasmas este acaba por ser o filme certo pois usa e abusa de esse tema.

Nota: 5.9/10

http://www.imdb.com/title/tt0816556/

1400 – Alucarda, la hija de las tinieblas [1977]

Afinal demorei mais tempo a chegar ao 1400 que pensava, o trabalho e a falta de tempo afinal sobreposse à minha ideia inicial e só hoje finalmente cheguei a esse número que tanto ambiciona. A escolha como disse era difícil porque era um marco que queria atingir. Então porque não aproveitar um filme que dava perfeitamente para fazer um trocadilho com o blog? Alucarda foi o filme escolhido.

Alucarda encontra-se dentro de um estilo de filme que não é para todos os públicos pois tem nudez gratuita aos montes, sangue e violência como nunca pensei que existe se em 1977. Pois se fosse nos dias de hoje  estaria no topo dos downloads e visualizações do youtube. Não estou a dizer que este filme é uma obra prima longe de isso, mas surpreendeu me  pela positiva.

Este filme conta-nos a história de Justine que depois de perder os pais vai viver para um convento, e acaba por fazer uma amizade com Alucarda uma rapariga estranha que tem uma certo “amor” pela morte e o oculto, num dos seus passeios pelo bosque, encontram um acampamento cigano e partir dai tudo muda.

Rituais satânicos, diálogos muito bem construídos por vezes,outros simplesmente ridículos, muito simbolismo contra a Igreja católica mas principalmente uma interpretação completamente bipolar de Tina Romero(Alucarda) que consegue ter momentos de total terror e outros maus, demasiado maus.

O filme é pequeno tem somente 85minutos e é interessante quase até a parte final que simplesmente tem muita gritaria.. sim literalmente “peixeirada”.

Nota: 6.8/10

P.S. – Agora sim! Cheguei aos 1400 vou deixar de colocar os nrs atrás dos filmes, voltando agora somente a colocar quando estiver nos 1450 e quiser chegar aos 1500! Como tinha dito tenho algumas ideias novas para o blog, provavelmente não irei implementar muito cedo mas aos poucos tenciono fazer.