1388 – Livide[2011] – Especial MOTELX

Sinopse: No primeiro dia como estagiaria em apoio domiciliário Lucy visita a Sra. Jessel, uma idosa em coma, sozinha no seu enorme casarão. Depois de ouvir falar de um tesouro que a antiga professora de ballet teria escondido decide procurar o mesmo com os amigos.

Pseudo-Critica: Nas duas edições anteriores do Motelx sempre escolhi 5 filmes para ir ver e aconteceu sempre o mesmo, dois filmes desiludiam-me 3 agradaram-me, bem este Motelx casa 2012 está acontecer exactamente o mesmo, depois de 2 filmes que me desiludiram bastante aparece a primeira grande surpresa.

Livide tem uma história que é simples,mas que funciona. Quando acabei de ver o filme parecia que tinha estado a ler um livro com contornos góticos. Para o ajudar tem uma realização e uma fotografia com toques de “Burton Antigo” só por ai já tinha um ponto a favor, mas também tem sustos como os bons filmes de terror costumam ter, tem gore quanto baste não em formas exageradas como ultimamente parece que todos querem ter.

Foi uma surpresa agradável e recomendo este filme a toda a gente, mesmo que o final tenha deixado um pouco a desejar mas também nos deixa a pensar. Por vezes é bom acabarmos de ver algo e não esquecermos logo por ser tão básico, gosto quando podemos imaginar as várias vertentes da história e nós próprios podermos dar o nosso “final”.

Uma obra a rever um dia, algo que não costumo fazer já a muito tempo. Rever algo só mesmo aqueles filmes que nos entram directamente para a memória. E Livide consegui-o esse feito.

Nota – 7.5/10

1387 – Emergo (aka Apartment 143) [2011] – Especial MOTELX

Continua a minha saga de ver filmes que estão em exibição no Motelx, e para arranjar o Emergo foi uma tal saga mesmo..

Realizado por Carles Torrens e com argumento de Rodrigo Cortés (Que realizou um dos  bons filmes em 2011 Buried) as minhas expectativas estavam em nivel médio.

Em 1999 saiu um filme com o nome The Blair Witch Project, nessa altura não se ouvia falar(ou se não eu com a minha inocência pensei que era algo inovador e já não era..) que esse tipo de realização tinha o nome de “Found Footage”. Bem depois de isso parece que o Paranormal Activity  voltou forte com esse estilo e os clones do mesmo multiplicaram-se como acontece em regra geral. E depois parece que toda a gente quer ter a sua tentativa dentro de este estilo.

Pensei para mim para este tipo de filmes nada melhor que ficar totalmente as escuras, colocar os phones e esperar por sustos que me vão fazer saltar da cadeira..

Não me podia enganar mais, a história que uma familia muda-se de casa pois pensava que andava a ser perseguida por espiritios e que posteriormente nessa mesma casa os espiritos continuam contactam uma equipa de parapsicólogos para resolver o mistério.

E pronto esta feito a partir daqui o filme torna-se cansativo, previsivel e sem qualquer momento de susto. Talvez numa sala de cinema resulte melhor existem sempre aquelas pessoas que gritam e nos assustamos-nos porque eles gritaram porque de resto dúvido que alguem apanhe algum susto..

Nota – 5.9/10

Sexta Feira – 14 de Setembro 17h00 – Sala 3

Sábado – 15 de Setembro 18h45 – Sala Manuel de Oliveira

1386 – Urban Explorer [2011] – Especial MOTELX

Infelizmente devido a compromissos laborais não vou poder estar presente em quatro dias do motelx, estarei mesmo só presente no último dia onde passarei o dia todo lá numa grande injecção de cinema de terror. Felizmente nada me impede de começar a ver já qualquer coisa que vai lá passar amanhã.. hoje é Urban Explorer amanhã logo se verá.

Um Americano, uma venezuelana, uma Sul Coreana e uma suíça entram num bar.. podia ser assim parecido com uma anedota este filme mas não é bem, mas não foge muito disso.

Ora bem 5 jovens decidem explorar os túneis secretos que Berlim tem na expectativa de chegarem a um bunker nazi com grafites feitas ainda no tempo da segunda guerra mundial.

Como já se está a espera algo mal acontece e o guia acaba por cair no regresso a “casa” e o grupo separa-se. Duas raparigas vão tentar encontrar ajuda, enquanto  Denis(o americano) e a Lúcia(a venezuelana) aguardam por o regresso das amigas, óbvio que do nada aparece um ser humano estranho que lhe promete ajuda.

Estamos perante o clássico slasher tennager movie que para variar não acrescenta nada de novo, alias torna-se mesmo um pouco aborrecido em momentos , porque basicamente o realizador nem se cansa a inovar, toda a gente que tenha visto pelo menos 1/2 filmes com o psicopatas que matam por matar já sabe o que vai acontecer a seguir.

Por vezes chega-se a uma altura que parece que os realizadores/argumentistas nem se cansam a tentar fazer um história, simplesmente metem momentos de sangue e violência gratuita e esperam que alguém goste do filme.

Pode-se considerar um tiro com pólvora seca o meu MotelX caseiro, mas ainda tenho 4 dias para encontrar algo que me vá surpreender.

Nota – 4/10

“Save your batteries”

MotelX 2012

Programação de este ano já online, como nas edições anteriores irei ver 5 filmes, este ano a escolha estava a parecer fácil a primeira vista mas posteriormente tornou-se demasiado dificil.

Depois colocarei aqui as minhas escolhas quando vir os filmes em questão..

Para ver programa basta carregar na imagem.

Mother’s Day (2011)

Antes de mais sou um dos cinéfilos que odeias remakes, refreshs, novas adaptações de algo que já tinha saído, pois já vi coisas(que nem consigo chamar filmes) muito más.. Mas não vi o filme original de este “Mother’s Day” e se calhar foi o melhor pois acredito que assim não me tinha dado tanto gozo como deu.

Mother’s Day conta-nos a história de um grupo de amigos que estão a festejar um aniversário quando de repente a casa é subitamente invadida por 3 rapazes que costumavam usar aquela casa como a sua “casa de segurança” após os seus assaltos aos bancos, mas aquela casa já não pertence a eles.

A partir daqui temos história para um filme de terror que me agradou bastante pois damos por momentos a pensar que isto podia acontecer na vida real, a situação que as personagens passam podíamos ser nós também a passar por elas, e que a natureza humana é algo inquietante.

Um filme que recomendo pois tem terror,suspense,sufoco  todos aqueles ingredientes que procuramos num bom filme, e claro uma excelente representação de Rebecca DeMornay que existe momentos que a queremos “matar” e outros que temos medo.. muito medo.

“I am very proud of my boys. They never forget their momma.”

Nota: 8/10

http://www.imdb.com/title/tt1434435/