Lo squartatore di New York [1982]

new_york_ripper_poster_01

Conheci Lucio Fulci com o filme “…E tu vivrai nel terrore! L’aldilà”, terror acima da média, qualidade de efeitos especiais de fazer inveja para a época, e aquando o seu lançamento foi banido em alguns países.

Coincidência ou talvez não Lo squartatore di New York encontrou o mesmo destino, banido em vários países, com algum extremismo clássico da época, como por exemplo do Reino Unido em que as cópias foram aprendidas e “escoltadas” pela policia até ao aeroporto para serem “deportadas”.

Curiosidades deixadas de lado vamos ao filme em si. Lo squartatore di New York conta-nos a história de um assassino com “voz” de pato [talvez a parte que menos me entusiasma no filme,mesmo sendo justificada no final] que vai assassinado mulheres bonitas e com uma sensualidade(ou um libido altíssimo se assim o quiserem), após as primeiras vitimas um policia junta-se a um psicólogo para tentar descobrir o estripador de Nova Iorque.

Fulci leva-nos para um submundo de Nova Iorque a fazer lembrar vários filmes de essa altura, em que vamos seguindo pelo mundo da prostituição, perversão e sexo.

O gore que encontramos no filme, arruma num canto muito dos filmes actuais, pois as suas cenas deixam sequelas para os olhos mais sensíveis. Basta-me lembrar me do assassinato da prostituta favorita da nossa policia em que o nosso estripador corta um olho, entre outras coisas com uma lâmina de barbear.

Lo squartatore di New York não é um filme de fácil visualização, nem tem actores dignos de grandes prémios do cinema. É um filme que usa e abusa da sensualidade feminina e claro do gore característico de Fulci. Sem dúvida um must see!

Nota: 7/10

I quattro dell’apocalisse [1975]

four

I quattro dell’apocalisse é realizado por um dos mestres do terror Lucio Fulci, foi com grande surpresa que descobri essa informação e foi com grande expectativa que fui ver o filme.

Se os westerns dos anos 60/70’s tinham todos a mesma ideia, I qualltro dell’ apocalisse tenta não seguir essa ideia já predefinida talvez para evitar ser repetitivo. Mas talvez  essa seja a razão que faz com que o filme não seja tão conhecido do público em geral. O filme conta-nos a história de quatro personagens todas diferentes que se acabam por juntar numa prisão e após serem soltos continuam a sua viagem juntos.

Cada personagem representa uma maldade do mundo, temos um jogador de poquer batoteiro[Stubby], uma prostituta[Bunny] um bêbado[Clem] e ainda uma personagem que a sua única “maldade” é ser atrasado mental [Bud]. No caminho encontram-se com o Chaco um bandido que se junta a eles nos primeiros tempos para os ajudar, até que um dia mais tarde acaba por violar Bunny, e deixar as restantes personagens em estado pouco saudável.

Vemos neste filme toques de Fulci pela forma violenta como as nossas personagens sofrem os ataques,mas vemos pouco de western não existem tiroteios ou qualquer outro toque de imagem de marca que marcou  esse genéro.

I qualltro dell’apocalisse acaba por um lado ser um filme dramático e apaixonante mas por outro também acaba por cair na linha do mediano e previsível.

Se tiverem saudades de ver cowboys e forem fãs de Fulci vale sempre a pena ver este filme.

Nota: 6/10