Dark Touch [2013]

dark-touch

Fazer filmes de terror não será a tarefa mais fácil do mundo, na minha modesta opinião será talvez o genéro mais dificil de agradar aos fãs, críticos e estúdios. Parece que tudo já foi inventado, tudo foi criado todas as ideias foram usadas.

Dark Touch não é um filme com ideias novas, não é o salvador do género e muito menos é um filme que se recomende.

O filme tem um começo promissor, não necessita de mostrar violência contra as crianças, basta deixa no ar a ideia que algo está a acontecer. E se uma imagem vale por mil palavras, uma ideia vale por duas mil..

O problema de Dark Touch não é novo nesta nova vaga de terror, tem uma direcção bastante boa, um ambiente bastante negro e um elenco que dá para o gasto mas uma história que não aguenta o tempo necessário, muito devido a mudança brusca no argumento.

Nem todos os filmes necessitam de explicar tudo ao espectador como ele fosse aluno da primeira classe, mas nem todos os filmes merecem deixar só perguntas e nenhuma resposta.

Marina de Van já não é uma directora nova no mundo do cinema, logo podia ter apresentado algo melhor no seu mais recente filme.

Nota: 5.5/10

 

 

Anúncios