[Video Nasties #1] – Don’t Go Into the Woods.. Alone (1981)

20151209_194446

Quando era ainda um miúdo ouvia diversas vezes a malta a falar sobre filmes que tinha sido banidos em vários países, principalmente quando se falava do Cannibal Holocaust. Eu na minha inocência de criança sempre pensei que fosse mentira, que não ia haver ninguém que anda-se a ver filmes e bani-los do público em geral. Nunca haveria nenhum filme que seria tão brutal que fosse necessário bani-lo!

Mais tarde descobri a verdade, sim existem filmes banidos em vários países, alguns deles nunca verão a luz do dia, pois todas as suas cópias foram destruídas. Felizmente para os fãs de terror como eu muito deles estão hoje a ser re-lançados em versão melhoradas e cheias de extras para agrada-o de todos nós.

Decidi então fazer uma pequena pesquisa para saber quais foram os filmes que estiveram ou ainda estão banidos nos dias de hoje na Inglaterra. Ora o total de filmes banidos durante esta época de caça as bruxas foram de 72 filmes banidos, ficando mais conhecida a lista final dos 39 “malditos vídeos”, ora bem eu adoro uma boa polémica logo decidi meter a procura de todos os filmes banidos, podia-me ter ficado pelos 39, mas decidi aplicar-me aos 72! Hoje já consegui apanhar pelo menos uns 10 mas estou decidido a este ano dedicar a aumentar a minha coleção.

Sendo assim decidi partilhar aqui no blogue os que consegui apanhar, o primeiro que apresento aqui é o Don’t Go Into the Woods… Alone! a razão para este filme ter ser banido até 2007 só pode ter sido porque os censores tem bom gosto e queriam evitar que alguém gasta-se dinheiro numa coisa como estas, ora ele é mau, infelizmente é mesmo muito mau.

James Bryan é o homem por trás da câmara, o argumento foi escrito por Garth Eliassen que para grande surpresa minha só tem dois filmes associados a si no IMDB um talento raro como este devia ter espalhado a sua magia pelo mundo do terror/comédia/drama tudo o que quisesse.

O filme para começar não tem história nenhuma, mas a ideia geral seria, quatro amigos decidem ir acampar para a floresta, que deve ser maior que a Amazónia ou talvez mais pequena que o pinhal da Parede, mas isso fica ao gosto de cada um e acabam por ser perseguidos por um assassino. Ora personagens aleátorias vão aparecendo só para morrer, o nosso maníaco parece uma mistura de um homem do ferro velho com um selvagem saído do grande “The Hills Have Eyes”.

A montagem do filme é hilariante, ora está de dia ora está de noite no mesmo take. As personagens que vão aparecendo para morrer são qualquer coisa especial, a minha favorita será sempre a pintora de óculos de sol! Muita gente adorou o homem de cadeira de rodas. O filme consegue arrastar-se durante 1h20! Sem qualquer lógica ou razão para tanta morte aleatória, o culminar de um filme que não se percebe como viu a luz do dia acaba numa banda sonora simplesmente agonizante, estive por momentos prestes a tirar o som pois os meus ouvidos não aguentavam mais. O filme é simplesmente mau demais, mas quando estava a fazer o “rewind” na minha cabeça deu-me uma imensa vontade de rir.

Mas o melhor ainda estava para vir, nos extras do blu ray da 88films temos um documentário feito pelo próprio diretor sobre o seu filme.De inicio parecer querer cortar a responsabilidade de ter feito tal coisa que começa por agradecer ao “Peter Turner” por ter ajudado a lançar este filme. Ora fiquei com a ideia que ele estava mais a corta-se a si mesmo do filme.

O documentário de quase 50m é novamente um momento de diversão involuntária, entre as entrevistas com os actores que admitem que não sabem representar, ao momento que o compositor da banda sonora mais horrorosa que ouvi na minha vida disser que trabalhou para grandes empresas de videojogos onde emprestou o seu talento para fazer bandas sonoras, terminamos com o realizador a gabar-se que o seu filme esteve nos cinema com o E.T..

O melhor como sempre fica guardado para o fim, o director admite que o filme é mau mas a sua ideia sempre foi essa.

Admito que não aconselho este filme a ninguém mas se alguém tiver a coragem de o fazer, não se esqueçam a televisão tem a opção de tirar o som e melhor se optarem pelo blu ray da 88Films o documentário vale pelo filme todo.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s