À Meia-Noite Levarei Sua Alma [1964]

Fotografia0031

A Internet é uma ferramenta poderosa, com ela podemos encontrar milhões de filmes que por vezes infelizmente estão inacessíveis, perdidos ou esquecidos numa estante qualquer. Mas também serve para encontrar maravilhas como esta colecção do Zé do Caixão.

Decidi recentemente começar oficialmente a minha colecção de filmes de terror. Podia ter começado por qualquer director conceituado ou mesmo com os clássicos do género, mas decidi arriscar e comprar esta box do Zé do Caixão por 11 libras e pouco na Amazon.

Faz hoje talvez 2 anos e pouco que vi pela primeira vez um filme do Zé do Caixão, este mesmo que vou falar hoje, interessante que na altura achei-o fraco, sem chama e sei qualquer elemento de surpresa.

A diferença de há 2 anos atrás para ontem é que vi o filme sem sono, sem pressão e com vontade mesmo de explorar a filmo-grafia do Mestre José Mojica Marins.

À Meia-Noite Levarei Sua Alma é um filme simples, conta-nos a história de Zé do Caixão um agente funerário/coveiro que procura uma mulher que lhe possa dar um filho, que continue a sua linhagem, a sua esposa Lenita não pode satisfazer essa vontade pois não pode ter filhos, sendo assim Zé do Caixão procura por uma mulher que o possa fazer.

A escolhida é Terezinha que infelizmente está noiva do seu melhor amigo António, mas isso não vai impedir Zé de a conquistar nem que para isso tenha que matar o seu amigo.

Zé do Caixão logo na sua primeira aparição deixa a sua marca, uma personagem anti-religisosa, provocante e sem escrúpulos. José Mojica Marins cria aqui um “monstro” que ganhou logo um lugar no meu top de vilões favoritos.

Mojica não consegue que o filme tenha diálogos consistentes, as interpretações dos restantes elementos do filme são fracas os efeitos especiais são de baixo orçamento mas acima de todo competente mas a verdadeira força do filmes está em Zé. Ele é a alma do filme, os seu monólogos sobre a vida e a morte são simplesmente geniais. Sem qualquer complexo em atingir a fé cátolica num pais conhecido pelo seu fanatismo religioso Mojica deixa a sua marca bem vincada.

O cinema brasileiro em 64 já mostrava capacidade para surpreender o mundo, vamos ver se Mojica consegui-o manter o nível ao longo dos próximos 8 filmes que a box contêm.

Nota: 7.5/10

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s