The Devils [1971]

6a00d8341c2b7953ef019b010dff43970b

Existem muitos filmes com capacidade de chocar nos tempos de hoje. Temos os “torture porn”, os “Serbian Movie’s” entre outros, mas como o objectivo é provocar só choque usando imagens violentas, quantidades de sangue industrial, ou mesmo por vezes imagens a roçar a pornografia algo que me passa completamente ao lado.

The Devils é um filme que ao contrário do que referi anteriormente é capaz de chocar, enjoar e deixar nos perturbados. Ao chegar ao fim do filme fiquei com um rasto de imagens que me perseguiram-me, atormentaram-me mas acima de tudo deixaram-me satisfeito por ver que não tentou ser um filme choque por o ser, tem razões para o fazer e mostra-se capaz de construir uma história acima da média e ainda deixar traços de genialidade que pouco se encontra nos dias de hoje.

The Devil passa-se na idade média, mais precisamente em França. O cardeal Richelieu deseja “conquistar” a cidade de Loudun, mas o padre Urbain Grandier mostra-se relutante em aceitar esse desfecho, então tudo faz para impedir que tal se suceda.

Sendo assim estrutura-se um plano maquiavélico para levar a população a crer que Grandier venerava o Diabo. Contam com a “ajuda” involuntária da freira Jeanne que vive enclausurada num convento e tem desejos carnais pelo padre. Quando descobre que o padre se casou com Madeleine uma rapariga que antes se imaginava a viver no convento, Jeanne deixa-se levar pela ciúme e acusa Grandier de a possuir e vê-lo a fazer acordos com o diabo.

A anarquia total que o filme apresenta ao fim de um hora é simplesmente marcante, a igreja onde o julgamento toma lugar vê as freiras a profanar todos os seus símbolos católicos,sem qualquer misericórdia, aqui as imagens são fortes mas necessárias, pois ao contrário do filme Subconscious Cruelty[falei aqui no blogue sobre ele] o filme não ataca igreja católica porque sim. É por esta razão que Ken Russell e a sua obra prima The Devils se destaca, não profana por divertimento ou para chocar, mesmo que por vezes seja impossível não o fazer. Provoca e choca mas ao menos tem uma razão para o fazer.

Ken Russell apresentou-me uma obra prima que ficará sem dúvida no meu top de 2014, e ainda o ano vai a começar.

The Devils é sem dúvida um filme de visualização obrigatória, e merece uma atenção mais mediática.

Nota: 8.5/10

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s