Lo squartatore di New York [1982]

new_york_ripper_poster_01

Conheci Lucio Fulci com o filme “…E tu vivrai nel terrore! L’aldilà”, terror acima da média, qualidade de efeitos especiais de fazer inveja para a época, e aquando o seu lançamento foi banido em alguns países.

Coincidência ou talvez não Lo squartatore di New York encontrou o mesmo destino, banido em vários países, com algum extremismo clássico da época, como por exemplo do Reino Unido em que as cópias foram aprendidas e “escoltadas” pela policia até ao aeroporto para serem “deportadas”.

Curiosidades deixadas de lado vamos ao filme em si. Lo squartatore di New York conta-nos a história de um assassino com “voz” de pato [talvez a parte que menos me entusiasma no filme,mesmo sendo justificada no final] que vai assassinado mulheres bonitas e com uma sensualidade(ou um libido altíssimo se assim o quiserem), após as primeiras vitimas um policia junta-se a um psicólogo para tentar descobrir o estripador de Nova Iorque.

Fulci leva-nos para um submundo de Nova Iorque a fazer lembrar vários filmes de essa altura, em que vamos seguindo pelo mundo da prostituição, perversão e sexo.

O gore que encontramos no filme, arruma num canto muito dos filmes actuais, pois as suas cenas deixam sequelas para os olhos mais sensíveis. Basta-me lembrar me do assassinato da prostituta favorita da nossa policia em que o nosso estripador corta um olho, entre outras coisas com uma lâmina de barbear.

Lo squartatore di New York não é um filme de fácil visualização, nem tem actores dignos de grandes prémios do cinema. É um filme que usa e abusa da sensualidade feminina e claro do gore característico de Fulci. Sem dúvida um must see!

Nota: 7/10

Anúncios

4 responses to “Lo squartatore di New York [1982]

  1. Violentaço…muito bom mesmo.
    Estou fazendo as legendas de um filme do Deodato, escutando MOONSPELL(Night Eternal), mentira.
    Estou com o aúdio em italiano, há omissões de muitas palavras na legenda.
    E mesmo assim não sairá 100 por cento, mas creio que ficará legal.
    a mão esquerda tá doendo menos, fazer exercícios todos os dias
    Estou traduzindo UN DELITTO POCO COMUNE do Deodato, dá pra dizer que o diretor teve um certo orçamento pra fazer, botou Michael York elenco e Edwige Fenech vestida.
    Vou largar a trilogia de vampiro dos anos 70 e é japonesa.
    DEAD OF NIGHT de 1945.
    Vou nessa, Alucard.

  2. Já que tu tá nos embalos do Fulci, eu vi semana passada THE RED MONKS que não é direção do Fulci, mas produção.
    É legal de ver, o roteiro joga bem com o elemento surpresa, mas dá pra ver que é orçamento bem modesto, poucos figurantes, o cenário é cuidado.
    Se eu aprendesse a manejar melhor legenda, criaria legenda pra esse filme.
    Durante anos quis ver e não aparecia cópia na rede, já comprei muito filme.
    Já fiz doideira de comprar caixas, tb torrei grana cd de metal.
    Dei parte dos cds pros alunos, pois prefiro agora MP3.
    ao som de IMMORTAL, viva Abbath.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s