Lo squartatore di New York [1982]

new_york_ripper_poster_01

Conheci Lucio Fulci com o filme “…E tu vivrai nel terrore! L’aldilà”, terror acima da média, qualidade de efeitos especiais de fazer inveja para a época, e aquando o seu lançamento foi banido em alguns países.

Coincidência ou talvez não Lo squartatore di New York encontrou o mesmo destino, banido em vários países, com algum extremismo clássico da época, como por exemplo do Reino Unido em que as cópias foram aprendidas e “escoltadas” pela policia até ao aeroporto para serem “deportadas”.

Curiosidades deixadas de lado vamos ao filme em si. Lo squartatore di New York conta-nos a história de um assassino com “voz” de pato [talvez a parte que menos me entusiasma no filme,mesmo sendo justificada no final] que vai assassinado mulheres bonitas e com uma sensualidade(ou um libido altíssimo se assim o quiserem), após as primeiras vitimas um policia junta-se a um psicólogo para tentar descobrir o estripador de Nova Iorque.

Fulci leva-nos para um submundo de Nova Iorque a fazer lembrar vários filmes de essa altura, em que vamos seguindo pelo mundo da prostituição, perversão e sexo.

O gore que encontramos no filme, arruma num canto muito dos filmes actuais, pois as suas cenas deixam sequelas para os olhos mais sensíveis. Basta-me lembrar me do assassinato da prostituta favorita da nossa policia em que o nosso estripador corta um olho, entre outras coisas com uma lâmina de barbear.

Lo squartatore di New York não é um filme de fácil visualização, nem tem actores dignos de grandes prémios do cinema. É um filme que usa e abusa da sensualidade feminina e claro do gore característico de Fulci. Sem dúvida um must see!

Nota: 7/10