Dupla Sessão – Balada triste de trompeta & Someone’s Knocking at the Door

Este slideshow necessita de JavaScript.

Balada Triste de Trompeta [2010]

História: Uma jovem trapezista precisa decidir se entre Sérgio, o palhaço feliz mas como uma personalidade caótica , ou por Javier, o palhaço triste, que também esta profundamente perturbado.

Pseudo-Review: Numa altura que o meu livro de cabeceira é “Homenagem a Catalunha” de George Orwell, nada melhor que pegar num filme que tem como pano de fundo a guerra civil espanhola e os anos seguintes já sobre a ditadura do General Franco.

Realizado por Álex de la Iglesia realizador já com um currículo extenso e com alguns filmes de culto na sua carreira, este foi o meu primeiro contacto com o mesmo. Balada Triste de trompeta sofre de um mal que infelizmente começa a ser mais comum nos últimos filmes que tenho visto é demasiado longo para uma história tão simples.

O filme tem uma começo fulgurante, Javier está assistir a mais um espectáculo do pai como palhaço, quando é interrompido pelas tropas revolucionárias que obrigam todos os circenses a participarem no lado rebelde para combater os fascistas franquistas. São vinte minutos de excelente realização, fotografia e montagem um hino ao bom cinema. Posteriormente vamos acompanhado as aventuras e tristezas de Javier (muito bem interpretado por Carlos Areces) até ao ponto que entra para um circo e tenta fazer carreira como o seu pai, como palhaço. Nesse mesmo circo conhece a trapezista Natalia(a belíssima actriz Carolina Bang) que está casada com o palhaço feliz Sérgio( Antonio de la Torre) que também tem aqui uma excelente interpretação. A partir daqui acompanhamos a história de este trio amoroso, que acaba em extremo máximo, mas como referi anteriormente a história prolonga-se demasiado dando mesmo a impressão que muitas fases do filmes são desnecessárias.

Mesmo com esse pequeno problema Balada triste de trompeta merece uma oportunidade pelas excelentes representações dos seus protagonistas e pela sua excelente realização e fotografia. Mais um bom filme vindo de Espanha um cinema que sem dúvida nos últimos anos mostrou um crescimento abismal.

Nota: 6.5/10

http://www.imdb.com/title/tt1572491/

Someone’s Knocking at the Door [2009]

História: É uma comédia de terror, realizada por Chad Ferrin, que nos traz a história de um grupo de jovens viciados em drogas, estudantes de medicina, que são sistematicamente aterrorizados por Wilma e John Hopper, um casal misteriosamente regressado dos anos 70.

Pseudo-Review:  Acho que já referi em vários posts que adoro filmes de terror comédia, desde que esteja a um nível aceitável. Ora Someone’s Knocking at the Door não está nem ao nível de filme de terror, nem de comédia, é simplesmente uma mistura de ideias que durante 80 minutos acaba por não ir a lado nenhum. Acho que foi o pior filme que vi nos últimos tempos, não tem história nenhuma. O que acontece durante 80 minutos são violações de John Hopper com o seu pénis gigante, temos raparigas a mostrar os seios, temos uso de drogas, temos tentativa de piadas. É um filme que nem consegue chegar aquele nível do “É tão mau que acaba por ser bom..”.  Evitem a todo o custo este filme, se tiverem curiosidade em ver o mesmo aconselho paciência, muita paciência.

Nota: 3/10

http://www.imdb.com/title/tt1303902/

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s